O médio internacional português vai mesmo regressar ao Sporting, depois de ter rescindido contrato, alegando justa causa na sequência das agressões na Academia e de uma série de incidentes que marcaram a presidência de Bruno de Carvalho em Alvalade.

Depois de um esforço negocial desenvolvido nas últimas semanas pela comissão de gestão que nesta altura dirige o Sporting, liderada por Sousa Cintra, já existe acordo para Bruno Fernandes voltar atrás na sua decisão.

Um passo que obrigará o Sporting a esforço também financeiro, compensando o jogador com folha salarial consideravelmente mais alta.

Bruno Fernandes tinha alternativas para prosseguir a carreira, nomeadamente em Inglaterra, mas o empenho do Sporting acabou por ser decisivo. E, assim, o plantel do leão ganha fôlego competitivo para atacar uma nova temporada.