O Ministério Público abriu um inquérito ao ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, por suspeitas de burla e associação criminosa.
De acordo com o site do Económico, que cita fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR), em causa está uma queixa referente a uma garantia bancária de 375 mil euros da Ferreira e Construções, S. A. (construtora do Pavilhão João Rocha) que terá sido acionada pelo ex-líder leonino antes de ser destituído, queixa que «deu origem a um inquérito que se encontra em investigação no DIAP de Lisboa e está em segredo de justiça».

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here