O jornal Correio da Manhã avançou ontem que Benfica, Sporting e FC Porto estão a ser alvo de uma megaoperação de controlo antidoping.

A mesma publicação cita fontes próximas da Autoridade Antidopagem de Portugal para garantir que brigadas de controlo antidoping estão nas instalações dos “três grandes”. Não há informação que indique que esta operação se estende a outros clubes da Primeira Liga.

As autoridades vão recolher sangue e urina para detetar o recurso a substâncias dopantes, entre elas a Eritropoetina, mais conhecida por EPO.

Entretanto, o presidente da Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), Rogério Jóia, confirmou junto da Agência Lusa que estão a decorrer efectivamente controlos antidoping às principais equipas de futebol dos três ‘grandes’.

Rogério Jóia disse que “está a haver uma grande operação de combate ao doping” e que “os plantéis completos” dos três primeiros classificados estão a ser controlados, sendo realizados testes de sangue, urina e à EPO (eritropoietina).

De acordo com o presidente da ADoP, estes testes são normais e costumam ser efetuados “em épocas críticas” dos campeonatos.

Rogério Jóia adiantou ainda que os testes foram feitos de surpresa e que está “tudo a correr bem”.