Com a reabertura do mercado a aproximar-se, os clubes começam a movimentar-se no terreno e acabam por travar algumas batalhas fora das quatro linhas. Foi o que aconteceu nos últimos dias entre Sporting e FC Porto, os dois primeiros classificados do campeonato – partilham a liderança, com 39 pontos, mais três do que o 3.º classificado, o Benfica -, que sinalizaram dois alvos idênticos para reforçar os respetivos plantéis.

Porém, se no caso de Rúben Ribeiro foram os dragões a levar a melhor, agora com Marcelo são os leões a ganhar a corrida. Ou seja, o FC Porto fez tentativa de chegar a acordo com o defesa-central na manhã de ontem, mas chegou tarde, pois os leões tinham-se antecipado na segunda-feira. Precisamente o contrário do que aconteceu com o também vila-condense Rúben Ribeiro, em que os leões viram na indecisão do treinador Jorge Jesus a perda do tempo necessário para a contratação, pois o dragão chegou à frente.