O balcão da Caixa Geral de Depósitos de Almeida, Guarda, vai reabrir em breve, com um colaborador e, mais tarde, passará para as instalações da autarquia, disse à agência Lusa o vice-presidente da autarquia. Alberto Morgado explicou que o município assinou um protocolo com a Caixa, na última terça-feira, que permite alargar as respostas dos serviços bancários às instituições públicas, aos privados e às empresas, ainda que mantendo-se a extinção do código 0057 correspondente à ex-agência de Almeida.
Ainda segundo o autarca, aquilo que inicialmente estava previsto, que era transitoriamente existir presença humana e atendimento em área automática, passará a ser, em breve, atendimento presencial permanente, indo ao encontro das necessidades das repartições públicas, dos particulares e das empresas, uma vez que se trata de uma sede de concelho. O fecho da agência de Almeida faz parte do plano da CGD para encerrar 61 agências por todo o país e consta da reestruturação do banco público acordada com a Comissão Europeia, na sequência da recapitalização de cerca de 5.000 milhões de euros.