O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi condenado a 50 semanas de prisão por violar liberdade condicional para pedir asilo na embaixada do Equador. A informação é avançada pelo jornal espanhol El Mundo.Assange  foi a tribunal conhecer a sua sentença esta quarta-feira. A informação foi avançada no Twitter do WikiLeaks esta terça-feira.

Esteve em asilo durante sete anos na embaixada do Equador, em Londres, foi detido no passado dia 11 de abril. Após a captura, Assange, de 47 anos, foi presente a tribunal e afirmou-se inocente de fuga à Justiça, apesar de ter violado a ordem de 2012 para se apresentar às autoridades para ser extraditado para a Suécia. O juiz deu-o como culpado e remeteu-o para outro tribunal, que poderá condená-lo a 12 meses de cadeia. Esta quarta-feira, o fundador do WikiLeaks foi conhecer a sua sentença no tribunal superior de Southwark, no Reino Unido. Assange foi considerado culpado de violar a medida de coação que lhe foi aplicada em 2012, após não se ter apresentado em tribunal. Em vez disso, o fundador que foi preso em abril pela polícia britânica, pediu asilo político ao Equador. No Twitter, um jornalista da Sky News, Carl McQueen, publicou um vídeo aquando da chegada de Assange ao tribunal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here