A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica apreendeu 43 máquinas de jogo de fortuna ou azar e cerca de 3.600 raspadinhas falsas numa acção de fiscalização na região de Leiria.
A ASAE informa, em comunicado, que realizou, esta semana, vários “mandados de busca domiciliários e não domiciliários, inseridos numa investigação de crimes relacionados com fabrico e distribuição de material de jogo destinado à prática de jogo de fortuna ou azar e exploração ilícita de jogo de fortuna ou azar”, através da sua unidade regional do sul.
Nesta fiscalização realizada na região de Leiria, em colaboração com o Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos, “foram apreendidas 43 máquinas de jogo de fortuna ou azar, cerca de 3.600 raspadinhas falsas, 18 ‘pen´s’, 10 discos rígidos e seis ‘tablet´s’, num valor de 90.000 euros”, acrescenta a autoridade.

Desde o início do ano, a ASAE instaurou 235 processos-crime e 50 processos de contra-ordenação em acções de fiscalização para combate ao jogo ilícito feitas a 625 operadores económicos.
Em causa estão infracções como a exploração ilícita de jogos de fortuna ou azar fora dos locais legalmente autorizados, a promoção, organização e atribuição de consentimento na exploração de apostas desportivas à cota de base territorial e a falta de autorização para exploração modalidades afins de jogo, precisa, no comunicado.

A ASAE deteve ainda 136 pessoas por “exploração de jogos de fortuna ou azar fora dos locais legalmente autorizados e prática ilícita de jogo de fortuna ou azar” e apreendeu máquinas de jogo, quiosques internet, roletas, dispensador de bolas, computadores e tablet´s, num total que ascende a um milhão de euros.