A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica instaurou 31 contra-ordenações e um processo-crime por falsificação de alimentos numa operação de fiscalização a talhos em todo o país, tendo ainda apreendido 191 quilos de carne.
A polícia acrescenta ainda que “foram apreendidos cerca de 191 kg de géneros alimentícios comercializados nestes estabelecimentos, tais como – enchidos, carne de bovino, produtos à base de carne e conservas” e “quatro instrumentos de pesagem, tudo num valor global aproximado de 3.000 euros”.
As contra-ordenações devem-se maioritariamente a infracções como o desrespeito das normas higiénicas e técnicas, falta de rastreabilidade de géneros alimentícios ou falta de rotulagem.
As acções de fiscalização tiveram por objectivo a “verificação dos requisitos legais específicos da actividade, bem como das condições de armazenamento e de conservação de produtos alimentares, de forma a garantir o cumprimento dos requisitos gerais e específicos em termos de Segurança Alimentar”.