O combate às chamas em Arganil, distrito de Coimbra, continua difícil, mantendo-se quatro frentes ativas, avançou o presidente da Câmara Municipal.
Ricardo Pereira Alves, focou que há uma frente que já passou a zona industrial e está numa zona de eucaliptal, na freguesia de Sarzedo, outra frente que vem na direção da aldeia de Sarzedo, depois também ao redor de Arganil uma frente bastante ampla e ainda que há outra frente “no alto concelho”.
Segundo o Autarca Arganilense, há alguns feridos “com algumas queimaduras” provocadas pelo incêndio.