Os telemóveis e tablets de Luís Filipe Vieira foram apreendidos pela Polícia Judiciária, sendo anexados ao processo e-toupeira, segundo noticia a CMTV.
A mesma fonte explica que foi feita uma «cópia cega», permitindo à PJ ficar na posse de todas as informações constantes nos aparelhos tecnológicos de Luís Filipe Vieira, inclusivamente mensagens que poderão ter sido apagadas.
A CMTV divulgou mesmo uma alegada certidão pedida pela Procuradora-adjunta responsável pelo processo e-toupeira.