A seleção portuguesa de andebol perdeu no sábado a final do Carpati Trophy, diante da anfitriã Roménia (26×23), terminando assim o torneio enquanto vice-campeã.

A Roménia entrou bem no encontro, acentuou depois o marcador e, apesar de uma boa resposta lusa ainda no primeiro tempo, a vantagem romena ao intervalo era de 15-10. No segundo tempo a seleção romena manteve-se na liderança do marcador e apesar de Portugal ter reduzido a diferença não evitou a derrota.

Fábio Magalhães, com quatro golos, foi o melhor marcador da equipa lusa, ao passo que Alexandru-Viorel Șimicu, com cinco golos, foi o melhor marcador do encontro.

Paulo Pereira, selecionador nacional, realçou que o jogo fez «parte de todo o processo de preparação para a competição que vamos ter de 12 a 14 de janeiro [Qual. Mundial2019] . Foi ótimo, porque jogámos num ambiente hostil, tivemos uma equipa forte pela frente, conseguimos encontrar algumas soluções na segunda parte, tendo em conta que na primeira não fizemos aquilo que estávamos à espera de poder fazer. Demos uma resposta excecional na segunda parte».

«Acabámos por cumprir, mesmo assim, os objetivos que tínhamos estabelecidos para nós, nomeadamente no que diz respeito ao número de golos marcados em contra-ataque e sofridos; e depois sofremos apenas 26 golos, tendo em conta que na segunda parte alterámos o sistema defensivo», realçou ainda o técnico, que demonstrou vontade de melhorar alguns aspetos em particular.

A seleção lusa, entretanto regressada a Portugal, volta a entrar em campo na terça-feira, num particular com a Argentina em Avanca.