Em dia de apresentação de Cristiano Ronaldo como novo jogador da Juventus, Fabio Paratici, diretor-desportivo da vecchia signora, revelou algumas das movimentações que estiveram na origem da contratação do internacional português. Tudo começou naquele pontapé de bicicleta de CR7 frente à Juventus, na Liga dos Campeões.

«A ideia louca nasceu depois do primeiro jogo aqui [Turim], quando o Cristiano recebeu uma ovação em pé depois do pontapé de bicicleta. Durante essa semana, ouvimos do seu agente que o Cristiano tinha ficado encantado por toda a atenção que recebeu e que gostaria de um dia jogar pela Juventus. Disse-lhe: “sonhos há muitos, mas só alguns se tornam realidade”», revelou o dirigente aos microfones da Sky Sport, prosseguindo com a história: «Depois, quando nos reunimos com o seu agente por causa do João Cancelo, ele explicou-me a situação. Falei com o presidente, até porque precisávamos que os números fossem garantidos, eram a parte mais importante do processo. Em poucas horas, disse-me: “vai em frente, aproveita a oportunidade”».

Fabio Paratici mostrou-se feliz pela conclusão do processo: «Era uma oportunidade única, a de trazer um jogador que é visto de forma universal como o mais forte do mundo, o mais determinado, aquele que ganhou o mairo número de títulos».