Os gastos dos portugueses no supermercado dispararam, no último mês, apesar de irem muito menos às compras. Assim e de acordo com dados da fintech Revolut, os portugueses gastaram 35% mais em compras em março.

O pico do consumo ocorreu na semana anterior à declaração de Estado de Emergência. Nessa altura, os portugueses chegaram a gastar mais 44%, em comparação com o período homólogo do ano passado. Também nessa altura, as empresas que fazem entregas ao domicílio registam aumentos de dois dígitos.

Em compensação, os gastos com entretenimento, como cinema, teatro ou concertos, caíram 26%. Mas, nos sites de videojogos e gaming de algumas marcas, as despesas das famílias chegaram a disparar 200%.

Em sentido inverso estão os restaurantes, onde o consumo caiu para metade. As viagens de avião, depois do pico das férias de carnaval, caíram 49%. Nos transportes, a quebra é de 39%, mas as plataformas de mobilidade urbana, que concorrem com os táxis, perderam mais de metade do negócio.

Os pagamentos nos terminais físicos também estão a diminuir. Em causa está o isolamento social e o encerramento de muitos estabelecimentos. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here