A Federação Nacional de Médicos vai convocar uma greve nacional para o dia 31 de janeiro. O dirigente, João Proença, acusa o Governo de não querer negociar. Já fez saber que o pré-aviso de greve será entregue esta sexta-feira.

Em declarações à Antena 1, o coordenador da estrutura sindical, João Proença, diz que esta greve pretende ser um ponto de partida para negociações com o Governo:


Marcada para o dia 31 de janeiro. Esta greve vai coincidir com a greve nacional da Federação Nacional dos Sindicatos dos Enfermeiros, Frente Comum, Federação Nacional dos Professores e pela Federação de Sindicatos da Administração Pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here