A poluição é uma consequência direta dos fogos que há semanas afetam o leste da Austrália. De acordo com a agência Lusa, as pessoas usam máscaras para poderem respirar e continuarem a viver o seu dia a dia.

Até ao momento, as chamas consumiram o equivalente a uma área maior do que Portugal. A poluição do ar que se faz sentir na Austrália colocaram Sydney e Camberra entre as mais poluídas do planeta.

A situação, esta segunda-feira, em Sydney até melhorou – os ventos mudaram de direção e choveu no fim de semana. Mas em muitas zonas da área metropolitana o Índice da Qualidade do Ar continua em níveis considerados perigosos, segundo as autoridades.

Fonte oficial do instituto de meteorologia australiano (BOM) disse à Lusa que as previsões são de um abrandamento da temperatura e de chuvas. Assim, representa um potencial alívio para os mais de 2.100 bombeiros que em Nova Gales do Sul ainda combatem dezenas de fogos. Contam com o apoio de quase 600 viaturas e mais de uma centena de aparelhos aéreos.

Porém “a situação também representa riscos”. Para alguns locais antecipam-se trovoadas, com ventos de até 90 km/hora, o que coloca populações vulneráveis em risco.

A previsão de chuva é um alívio para um combate que dura, em alguns casos, há vários meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here