A Câmara Municipal de Cantanhede vai avançar, em 2020, com um programa de requalificação da rede viária que ascende a mais de sete milhões de euros. Trata-se de um investimento que contempla a aplicação de tapete em estradas de todas as freguesias e que será executado nos próximos dois anos.
Entretanto, o executivo camarário liderado por Helena Teodósio acaba de aprovar e vai submeter à próxima Assembleia Municipal, em 18 de dezembro, a contratualização de um empréstimo de 3,2 milhões de euros destinado exclusivamente à reabilitação de pavimentos viários e obras acessórias, deliberação que, por imposição legal, contém a lista das estradas onde aquela verba será aplicada nos próximos dois anos.
Na sequência do diagnóstico exaustivo às condições de todas as vias do concelho, foi feito o planeamento das obras a realizar de modo a resolver mais rapidamente a situação das estradas com maior índice de degradação. Outra aposta forte será o reforço da sinalização horizontal e vertical, merecendo especial atenção as escolas e zonas pedonais, onde serão intensificados os mecanismos propícios a disciplinar a circulação do trânsito nas suas imediações.
Com o investimento na sua qualificação o executivo camarário cantanhedense pretende acentuar as vantagens de um fator que, reconhecidamente, favorece o processo de desenvolvimento económico e social, uma vez que facilita a mobilidade rodoviária de diferentes locais para as importantes vias rápidas que atravessam o concelho, nomeadamente a A1, a A17, e a A14.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here